quinta-feira, 21 de junho de 2007

2º Corte ( - Áhlima... - )

...tinha seus irmãos gêmeos na palma da mão, quando, em pé, de frente para o beliche, ergueu a faca de carne sobre sua própria cabeça. Ela envolveu o pescoço de César com a mão esquerda, e imaginou ser um emissário de Deus trazendo a morte para a pequena criança. Lentamente desceu a lâmina mal afiada. Um ritual desconhecido.




Conforme a faca formava um arco no ar, ela chegava seu rosto cada vez mais perto sentindo a respiração pesada do irmão.
Queria saber o que Deus está pensando agora, refletiu. César vai saber no meu lugar.
Mordeu o lábio inferior até perder a circulação. Ficou ligeiramente pálido.

9 comentários:

Anônimo disse...

Macabro...

A história tem continuação?


By:Gabriel

Daniel Xavier Bettecher disse...

Esse é tipo de texto que merece minha atenção...Todos os dias o Caos sonha em escrever algo sobre os seres humanos e as vezes ele consegue influenciar positivamente alguem... Bom, Peri é um exemplo de que a formula convencional de fazer literatura pode ser substituida por esses lapejos fantasticos de criatividade sem abrir mão da estilo proprio e divertido...abraço cara..continue assim

Peri disse...

sim senhor, ela terá continuação. voude dois em dois dias.

na verdade, todas as postagens vão se interligar conforme o tempo, e mudar também. exemplo disso foi quando falei sobre a forma como o feto saiu do ventre da mãe:a princípio disse que saia puxado pelos pés. contudo, minha amiga camila perguntou se era prematuro para que isso acontecesse.
numerarei os textos corretamente facilitando assim a leitura.
enfim, evoluindo sempre.

Bruno disse...

777
Muito bom,mesmo que essa 2° parte me deixou confuso,estou satisfeito
com o texto,a forma das palavras
tão formais as vezes me deixa
confuso,só que isso aguça mais ainda meu prazer por ler
essa porcaria,perdendo parte do meu dia,como eu perco vendo
aquelas merdas de desenhos orientais.

Enfim,está interessante =)
Muito bom,parabens

Já pode ser educador infantil =)

Pedro Puro disse...

É um dom nato de mostrar a realidade real demais para os que nela vivem se sentirem bem ao ler. Tua cara mesmo...

Peri disse...

Muito obrigado, mas eu precisava resperar novos ares... James Elroy me iluminou muito nesses últimos anos no quesito contextual realidade. Mas ainda está muito lírico ainda para definir dessa forma... mas, numa boa, que se dane!

filipe disse...

"A historia esta muito boa até agora espero q eu não perca meu tempo lendo uma porcaria

Peri disse...

Deixou-me lisongeado com tal doçura nas palavras, meu jovem ou velho leitor...

Policarpe Di Emili disse...

bem estou achei Macabro...mas existe tanta coisa cruel e macabra no nosso país(e no mundo) e ninguem se escandaliza...mas intimamente e involuntariamente eu fiquei escandalizado sim...mas continuarei acompanhando a história. até mais!!